Saiba tudo sobre a Alergia a Mofo

É uma reação do sistema imunológico a esporos, provocando crises de alergia ou, até mesmo, infecção no trato respiratório. Existe alguns tipos de fungos que predominam em ambientes abertos (ao ar livre),especialmente no outono, quando o material decomposto das folhas oferece um excelente meio de proliferação, e os que predominam em ambientes fechados, como os fungos da espécie Aspergillus e Penicillium.

A alergia a mofo pode se apresentar de 4 maneiras: como uma manifestação de rinite ou conjuntivite alérgica, como uma manifestação asmática, como sinusite ou na forma de uma micose nos brônquios. Os sintomas se apresentam de forma mais intensa nas estações mais frias e úmidas do ano, mas alguns fungos permanecem ativos durante todo o ano.

 

Causas:

O mofo está presente em toda a parte, uma vez que se espalha facilmente liberando esporos pelo ar. Em algumas pessoas, a inalação desses esporos provoca reações alérgicas, especialmente no trato respiratório. O mofo também pode desencadear ou agravar os sintomas da asma.

Muitos milhares de espécies de fungos existem! Aqui estão alguns dos mais freqüentemente encontrados.

  • Alternaria: plantas em decomposição, madeira, estofados, papel de parede, pós para colchões.
  • Aspergillus: detritos orgânicos em decomposição, composto, paredes e pisos, especiarias.
  • Botrytis: frutas, flores, legumes, vegetais moídos.
  • Cladosporium: plantas, detritos orgânicos em decomposição, paredes, tetos após a infiltração.
  • Fusarium: água, solo, plantas.
  • Helminthosporium: cereais, sementes, plantas e solo mal armazenados.
  • Mucor: detritos orgânicos, plantas, solo.
  • Penicillium: restos orgânicos, composto, frutas, legumes, solo.
  • Stemphylium: plantas, palha.

 

Os principais sintomas da alergia a mofo são:

  • Nariz escorrendo.
  • Espirros ou gotejamento pós-nasal.
  • Coceira.
  • Olhos inchados ou olhos marejados.
  • Falta de ar ou respiração sibilante.
  • Irritação na garganta ou tosse.
  • Dores de cabeça.
  • Desânimo.

 

Saiba como se prevenir da alergia a mofo:

  • Manter a casa seca, arejada e livre de cigarros.
  • Realizar a manutenção de aparelhos de ar-condicionado (inclusive do seu automóvel), umidificadores e vaporizadores, de acordo com as orientações do fabricante.
  • Remover o mofo das superfícies visíveis, utilizando agentes fungicidas.
  • Manter o ambiente livre de agentes desencadeantes (terra de plantas domésticas, folhas caídas, fezes de passarinhos, etc).
  • Elimine a presença de vegetação densa em torno da casa.
  • Realizar o conserto de vazamentos hidráulicos, evitando a proliferação de fungos.

 

Como tratar a alergia a mofo:

  • Evitar o contato com esporos de fungos.
  • Administração de anti-histamínicos e sprays nasais (principalmente de corticóide).
  • Descongestionante nasal.
  • Corticoides orais (casos mais graves, como a asma).

 

 

Recomendamos ir nos seguintes especialistas, caso ache que está com Alergia a mofo:

Médico alergista e imunologista: Trata alergia e distúrbios do sistema imunológico.

Clínico geral: Previne, diagnostica e trata doenças.

Sobre Nós:

Medicina Virtual é um site com o objetivo de ajudar as pessoas a terem mais conhecimento da área de medicina, aqui você pode saber sobre dietas, saúde, tratamentos, doenças, bem-estar, entre muitas outras coisas!

Siga-nos em nossas redes sociais: © 2018 Medicina Virtual - Todos os direitos reservados

Atenção: O site Medicina Virtual é apenas um site de aprendizado e educação, então nossas informações não devem ser utilizadas para outro fim, a não ser o de aprendizado, sendo assim NÃO substituimos quaisquer exames médicos