Dieta do Mediterrâneo

A dieta do Mediterrâneo ou dieta mediterrânea baseia-se no consumo de alimentos naturais e frescos.

Essa dieta foi elaborada por Ancel Keys, em 1986, quando observou, em seus estudos, que os povos da bacia do Mediterrâneo, embora tivessem um consumo elevado de gordura, apresentavam pouco índice de enfarto do miocárdio. Essa exceção foi observada e, chegou-se a conclusão que, devia-se ao tipo de gordura consumida, sobretudo; a gordura insaturada (azeite). O baixo consumo de carnes vermelhas, gorduras de origem animal e de doces ricos em açúcar explica em parte o fato da cozinha mediterrânea ser tão saudável. A alimentação mediterrânea também é rica no consumo de frutas, hortaliças, cereais (arroz, trigo), leguminosas (grão-de-bico, feijão, lentilha), peixes e mariscos, leite e derivados, ovos, carnes, azeite de oliva e alho. Geralmente, acompanha-se a refeição com um copo de vinho.

Vantagens da dieta mediterrânea:
- Nenhum nutriente é restringido totalmente;
- Rica em vitaminas e minerais;
- Previne contra doenças cardiovasculares e diabetes;

Desvantagens da dieta mediterrânea:
- Precisa estar necessariamente relacionada a exercício físico;
- Pode gerar perda de peso lenta ou inexistente;
- Não há porções definidas de alimentos, facilitando excessos.

Cardápios da dieta mediterrânea:

(Opção 01)

(Opção 2)

Também pode te interessar
Saiba quais são as melhores profissões da área de saúde em 2018
Sobre Nós:

Medicina Virtual é um site com o objetivo de ajudar as pessoas a terem mais conhecimento da área de medicina, aqui você pode saber sobre dietas, saúde, tratamentos, doenças, bem-estar, entre muitas outras coisas!

Siga-nos em nossas redes sociais:
© 2018 Medicina Virtual - Todos os direitos reservados

Atenção: O site Medicina Virtual é apenas um site de aprendizado e educação, então nossas informações não devem ser utilizadas para outro fim, a não ser o de aprendizado, sendo assim NÃO substituimos quaisquer exames médicos